RSS

Conheça a IGREJA SHALOM CBSI

CONHEÇA A IGREJA SHALOM CBSI

“Vivei, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo…”(Fl.1.27)

“Num mundo cada vez mais global, mais avançado, mais integrado, ganha quem se adiantar, quem trouxer ideias novas. Se o estilo do seu empreendimento, seja ele qual for, preconizar parceria, líderes e liderados caminham juntos e juntos trabalham para o mesmo fim,” (João Ibrahim Jabur).
Este é basicamente o estilo Shalom CBSI. Uma comunidade unida, parceira, ágil, que oferece um leque maior de ministérios e serviços… Com propostas bíblicas, criativas e atuais, desenvolvidas a partir da Revelação Divina projetada sobre as necessidades concretas das pessoas e da sociedade.
Em nossas reuniões de Culto adoramos com liberdade e espontaneidade ao Deus-Triuno, em espírito e em verdade, onde maravilhas e milagres da fé acontecem sempre. O Senhorio de Cristo e o Evangelho do Reino constituem o cerne de nossa mensagem. Primamos pela restauração da unidade da Igreja, com ênfase no evangelismo e discipulado através de grupos pequenos, encontros pré matrimoniais e de casados, para a formação de vidas comprometidas com a ética do Reino. Celebramos as Festas bíblicas (Páscoa, Pentecostes e Tabernáculos), como pedagogia, para a compreensão do propósito eterno de Deus em Cristo. Amamos a todos os povos e especialmente a Israel. Estamos envolvidos numa grande obra social, fruto do nosso amor pela causa do pobre, necessitado e marginalizado.
A obra é liderada por obreiros altamente qualificados, motivados a servir por amor ao Rei Jesus. Proclamamos que “Jesus Cristo Reina”, tendo por divisa: “E este Evangelho do Reino será pregado em todo o mundo…“ (Mt. 24.14). Postulamos viver e anunciar e evangelho integral na unidade do Corpo de Cristo, aqui e agora. Assim possuiremos a terra prometida e conquistaremos as nações, até que Ele venha em plenitude.
Tudo isso e muito mais, fez da Shalom CBSI uma grande parceira do progresso espiritual e da modernidade evangélica, pela maior glória de Deus. Aleluia! Postulamos a demonstração de um cristianismo com Reserva de Qualidade. Sem nenhum ufanismo, convidamos você a conhecer o estilo de fé e vida shalomita.

Apóstolo Dr. Jota Moura

NOSSOS PROPÓSITOS NO REINO

1) Celebramos a PRESENÇA de Deus com toda a igreja (Adoração)

Propósito: Exaltar nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo

“Engrandecei o Senhor comigo, e todos, a uma, lhe exaltemos o nome.” (Salmo 34.3)

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor.” (Salmo 122.1)

2) Proclamamos a PALAVRA de Deus aos não convertidos (Evangelização)

Propósito: Evangelizar nosso campo missionário

“A coisa mais importante que eu faço é completar minha missão, o trabalho que o Senhor Jesus me deu a fazer, pregar as boas novas da graça de Deus.” (Atos 20.24)

3) Integramos pessoas à FAMÍLIA de Deus na Terra (Comunhão)

Propósito: Encorajar nossos membros a viverem unidos

“Sois parte da família de Deus” (Efésios 2.19)

4) Educamos o POVO de Deus a Crescer em Cristo (Discipulado)

Propósito: Educar para a maturidade espiritual

“… com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço para a edificação do corpo de Cristo.” (Efésios 4.12-13)

5) Demonstramos o AMOR de Deus servindo a todos
(Ministério)

Propósito: Equipar os Discípulos Membros para o serviço cristão

“… com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço…” (Efésios 4.12a)

CONHEÇA A DECLARAÇÃO DE PROPÓSITOS DA IGREJA
IGREJA SHALOM CBSI

“Somos uma Igreja Dirigida por Propósitos do Reino, com a missão de conquistar você pelo amor de Cristo e integrá-lo à família de Deus, ajudando-o a crescer espiritualmente, e pelo poder do Santo Espírito a descobrir como servir e compartilhar sua fé com todas as pessoas da terra, dedicando sua vida a adorar ao Senhor em Espírito e em verdade.”

Uma Igreja Dirigida por Propósitos no Reino é aquela que está baseada no Grande Mandamento e na Grande Comissão.

O Grande Mandamento foi dado por Jesus em resposta a uma pergunta. Um dia, pediram que Jesus identificasse o mandamento mais importante. Ele respondeu dizendo: “Aqui está todo o Antigo Testamento em uma declaração. Eu vou dar a vocês o resumo da Palavra de Deus. Toda a Lei e os Profetas podem ser condensados em duas tarefas: Amar a Deus de todo o seu coração e ao próximo como a si mesmo.” Mateus 27:37-40

Mais tarde, em uma de suas últimas instruções aos seus discípulos, Jesus deu-lhes a Grande Comissão e entregou-lhes mais três tarefas: “Ir fazer discípulos, batizá-los e ensiná-los a obedecer tudo quanto Ele tinha ensinado.” Mateus 28:19-20

Juntas, estas duas Escrituras resumem os cinco propósitos de uma igreja bíblica:
Adoração: Amarás ao Senhor de todo o teu coração.
Ministério: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Evangelismo: Ide, fazei discípulos.
Comunhão: Batizando-os.
Discipulado: Ensinando-os a obedecer.

Uma Igreja com Propósitos no Reino equilibra os seus programas e estrutura em torno desses propósitos. Ela é saudável, equilibrada, crescente e reprodutiva.

Vejamos a seguir, as 12 Características de uma Igreja Dirigida por Propósitos no Reino

1) ICPR tem uma declaração de propósitos – que descreve (em suas próprias palavras) o compromisso de edificar uma igreja em torno dos cinco propósitos do Novo Testamento: Adoração, evangelismo, comunhão, discipulado e ministério.

2) ICPR usa uma estratégia com propósitos – para cumprir a sua declaração de propósitos. Enquanto usa uma variedade de termos, uma estratégia com propósitos traz pessoas a Cristo e à membresia em Sua família, e então as edifica em maturidade, e depois as equipa para o ministério na igreja, e finalmente as envia em uma missão de vida no mundo a fim de trazer glórias a Deus. A estratégia com propósitos é baseada em duas assertivas vitais: (1) Pessoas crescem melhor quando você as permite fazer compromissos graduais. (2) Você deve pedir compromisso de maneira específica, usando pactos e alianças.

3) ICPR é organizada em torno de uma estrutura com propósitos – que assegura equilíbrio e enfatiza igualmente todos os cinco propósitos do Novo Testamento para a igreja. ICP’s são baseadas em equipes de ministério sob cobertura espiritual. Elas são organizadas em torno de equipes com propósitos (pelo menos 5, uma para cada propósito) compostas de líderes leigos e ministros, sendo cada equipe responsável por um propósito específico e um grupo alvo (tal como a cidade, a multidão, a congregação, os discípulos, e o ministério).

4) ICPR faz programas com propósitos – Ela tem pelo menos um programa para cumprir em cada um dos cinco propósitos, por cada um dos seus grupos de apoio. Ela evangeliza a Cidade, reúne a Multidão para adoração, tem comunhão na Congregação, discipula os Comprometidos, e equipa o Núcleo para o ministério e missões.

5) ICPR contrata trabalhadores com propósitos – Todo propósito tem seu próprio líder. ICPs começam descobrindo voluntários para liderar e servir em cada equipe baseada nos propósitos e eles desenvolvem posições de tempo integral e remuneradas quando necessário.

6) O Ministro da ICPR prega com propósitos – Ele planeja suas mensagens e séries para assegurar que a congregação receba ênfase equilibrada em cada um dos propósitos do Reino.

7) ICPR forma pequenos grupos / células com propósitos – O DNA de uma ICP é implantado em cada célula do Corpo de Cristo. Cada grupo pequeno ajuda os discípulos-membros a cumprir cada um dos cinco propósitos em suas próprias vidas. O alvo é ajudar cada crente a viver uma vida com propósitos no Reino.

8) ICPR tem calendário com propósitos – Os propósitos são o fator determinante em decidir que eventos serão agendados. Todos os eventos devem cumprir pelo menos um dos cinco propósitos, de outra forma não serão aprovados.

9) ICPR define orçamentos com propósitos – Toda despesa é categorizada de acordo com o propósito com a qual se relaciona.

10) ICPR constrói com propósitos – Edifícios são encarados como ferramentas de ministério, não monumentos. Eles devem servir aos propósitos e nunca tornarem-se mais importante que estes.

11) ICPR avalia com propósitos – Regularmente se pergunta: Estamos mantendo todos os cinco propósitos em equilíbrio? Existe um modo melhor de se cumprir cada propósito?

12) A maioria das igrejas dirigidas por propósitos é construída de fora para dentro – ao invés da maneira tradicional de dentro para fora. É muito mais fácil transformar uma multidão em um núcleo, do que transformar um núcleo numa multidão. Você edifica um ministério multi-dimensional saudável, concentrando-se em um nível de compromisso de cada vez. Vamos todos fazer uma Aliança com Deus e uns com os outros de sermos esta Igreja comprometida com os Propósitos do Reino de Deus?

CREDO DOUTRINÁRIO SHALOM

APRESENTAÇÃO

Depois que o Senhor Jesus Cristo nos revelou o Seu Reino, nos tornamos avessos aos dogmas e radicalismos teológicos no seio da Igreja, por três razões básicas: (1) Pelo perigo de transformar tradições e experiências contextuais e parciais em verdades absolutas e universais; (2) Pelo perigo de substituir as Escrituras Sagradas pelo “Credo” ou “Confissão” doutrinária, como se esta contivesse todas as verdades bíblicas; (3) Pelo perigo de fomentar e manter divisões e cismas no corpo de Cristo, já tão mutilado pelo denominacionalismo exacerbado e o personalismo individualista.
Entretanto, há três outras razões mais fortes que nos levaram a escrever, votar e publicar este “Credo Doutrinário Shalom”: (1) Pela necessidade de termos um roteiro de verdades bíblicas fundamentais, como referencial doutrinário para firmar o povo restaurado das comunidades do Reino; (2) Pela constante provocação externa cobrando “as razões da nossa fé” à luz do Reino de Deus; (3) Pela solicitação insistente dos discípulos-membros da Comunidade ao Ministério da Igreja, para elaborar tal documento. Assim, temos aqui nosso “Credo”, contendo trinta e três (33) artigos de fé, ainda que provisório e incompleto, porém, ortodoxo, consistente e fundamental à formação na fé cristã. Pois, o nosso completo “Credo Doutrinário” é toda a Bíblia, sendo “o supremo padrão pelo qual toda a conduta, credos, doutrinas, opiniões e tradições humanas devem ser julgados.”

CREDO DOUTRINÁRIO SHALOM – Comunidade Batista Shalom – IGREJA SHALOM CBSI – Ministério / Missão Basiléia Internacional

I – BIBLIOLOGIA: da Revelação Especial

Art. 1º – Cremos que as Escrituras Sagradas, compostas do Antigo e do Novo Testamento, são divinamente inspiradas por Deus; sendo o seu conteúdo fiel aos originais, a verdade sem qualquer mescla de erro, constituindo-se no supremo padrão pelo qual toda a conduta, credos, doutrinas, opiniões e tradições humanas devem ser julgados (2Tm. 3.16, 17; 2Pe.1.19-21; Is.8.20).

Art. 2º – Cremos num só Evangelho: o Evangelho do Reino de Deus ou Reino dos Céus, sinônimos perfeitos para designar as boas notícias do Reino Eterno trazido por Jesus Cristo, desde a sua primeira Vinda. Este evangelho revela a graça eterna e libertadora de Deus para toda a sua criação (Dn. 2.44,45; Lc.17.20,21; Mt.24.14).

Art. 3º – Cremos que há verdades bíblicas que ainda estão por serem reveladas à Igreja, pela iluminação do Espírito Santo, o que requererá corações abertos para aceitar o pleno mover de Deus, com vistas à implementação de todo o seu propósito eterno, para a plena implantação do seu Reino Universal e eterno. (Jr.33.3; Jo.16.12-14; Ef.1.16-26; 1Pe.1.23).

II – TEOLOGIA: do Mistério da Divindade

Art. 4º – Cremos que o Deus Eterno é o verdadeiro e único Deus vivo, que tem se revelado em três pessoas: O Pai (Jeová), o Filho (Jesus) e o Espírito Santo, unos em essência e iguais em todos os atributos divinos, executando ofícios distintos e complementares, na grande obra de reconciliação universal (Dt.6.4; Is.45.21,22; 2Co.13.13).

Art. 5º – Cremos na eterna deidade de Cristo Jesus, sua encarnação, seu nascimento virginal, sua morte expiatória na cruz, sua ressurreição gloriosa, sua ascensão para a destra do Pai, sua intercessão como único mediador entre Deus e os homens, sua volta em glória e poder, seus ofícios eternos como: Profeta, Sacerdote e Rei, segundo a Ordem de Melquisedeque (Jo.1.1-5, 12-14; Is.53.1-12; Fl.2.5-11; Heb.7.15-17).

Art. 6º – Cremos na Pessoa e na obra sobrenatural do Espírito Santo de Deus, inspirador e autor das Sagradas Escrituras, que ilumina e revela a verdade, glorificando a Cristo. Convence do pecado, da justiça e do juízo, regenerando, santificando, ungindo e repartindo dons com fruto, àqueles que servem a Deus através da Igreja. Ele é a vida, o guia, o selo e a garantia do cristão e da Igreja para o cumprimento da missão integral e a posse da vida eterna (Rm.8.9-11; Gl.4.6; Ef.1.13-14).

III – COSMOLOGIA: da Criação do Universo e seus habitantes

Art. 7º – Cremos que o Cosmos e a Humanidade Adâmica foram criados originalmente perfeitos e em santidade; mas por transgressão voluntária o homem caiu em pecado e morte espiritual, tornando-se toda a geração humana destituída da santidade que a lei divina exige, inclinando-se à prática do mal, que traz como consequência o juízo Divino sobre sua criação (Gn.1.1,26,27,31; Ec.7.29; Rm.5.12-21). Cremos, portanto, que todo Homem é Pecador e que nada pode fazer para salvar-se, exceto, receber por fé a graça de Deus revelada misericordiosamente em Cristo Jesus (Rm.6.23; Ef.2.8-10; Is.64.4).

Art. 8º – Cremos na Existência e Ministério dos Anjos, criados mediante ordenação Divina, como expressão do seu governo e glória, sendo, eles jerarquias de puros espíritos sob ordens de Deus; OS ANJOS BONS que guardaram sua santidade original são “espíritos ministradores a favor dos que herdam a salvação”; OS ANJOS MAUS são seres decaídos sob a rebelião de Lúcifer que causam a desordem universal e perturbam a humanidade, para sua própria condenação (Sl.34.7; Sl.91.11; Heb.1.14; 2Pe.2.4; Jd.6).

Art. 9º – Cremos que o Arrependimento e a Fé em Cristo Jesus são ordenanças de Deus que identificam o verdadeiro convertido, como aquele que confessa Jesus Cristo, para sua plena regeneração espiritual ou novo nascimento, para entrar no Reino de Deus (Mc.1.15; Jo.3.3,5-8; Rm.10.9,10). A Festa da Páscoa tipifica a experiência de libertação pelo sangue do Cordeiro-Cristo (Jo.1.29).

Art. 10 – Cremos na Vida Nova que emana da graça de Deus mediante a fé no Senhor Jesus Cristo, que implica num total rompimento com o ego, o mundo e o diabo. Sendo a lei dessa nova vida o amor, que proporciona crescimento na graça, conhecimento e santificação, até alcançar a estatura do Varão Perfeito Jesus Cristo (Jo.13; 1Ts.4.3; 5.23; Hb.6.1-3; 2Pe.3.18).

Art. 11 – Cremos na ordenança do Batismo sob as Águas, subsequente à conversão ao Senhor Jesus Cristo, como público testemunho de identificação com a sua morte, sepultamento e ressurreição (Mt.28.18-20; Mc.16.15,16; Rm.6.4-11).

Art. 12 – Cremos na unção do Batismo no Espírito Santo como experiência subsequente e distinta da regeneração ou novo nascimento, sendo que na conversão o Espírito Santo é residente e no batismo Ele é reinante. Assim, o Espírito Santo separa, sela, unge e capacita o salvo para o serviço de expansão do Reino de Deus (At.1.5-8; 1.Co.3.16,17; 1Jo.2.20). A Festa de Pentecoste tipifica a experiência da Unção do Espírito Santo (At.2.1-4).

V – PNEUMATOLOGIA: da vida no poder do Espírito

Art. 13 – Cremos em um andar Santo e Frutífero no Espírito de Cristo, revelando a Vida e o Caráter daquele que em nós habita, a dimensão espiritual de ir além do véu, entrar no Santo dos Santos (Gl.5.16-25; 2Co.3.17,18; Hb.10.19-25). A Festa dos Tabernáculos tipifica a experiência de vida sob o governo do Pai (2Co.6.16-18).

Art. 14 – Cremos na atualidade e eficácia dos Dons, Ministérios e Operações Sobrenaturais, distribuídos soberanamente pelo Espírito Santo ao cristão e à Igreja, devendo ser buscados e exercitados com zelo e santo temor, visando à edificação e crescimento em amor (1Co.12.4-11; Rm.12.6-8; Ef.4.7-14).

Art. 15 – Cremos na ministração e impartição espiritual através da Imposição de Mãos, tanto para a cura de enfermidades como para a comunicação de dons, ministérios e operações, por revelação do Espírito Santo através do ministério reconhecido, qualificado e ungido perante Deus e a Igreja (Hb.6.2; At.19.6; 1Tm.4.14,15).

Art. 16 – Cremos na Cura Divina, milagres e ministração profética como parte do testemunho de Deus, em Confirmação à proclamação do Evangelho do Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo, visando a salvação dos pecadores e edificação dos salvos (Hb.2.4; 1Co.14.1,4,24,25; 1Ts.5.19-21).

VI – ECLESIOLOGIA: da Comunhão dos Santos
Art. 17 – Cremos que o Senhor Jesus Cristo é o Cabeça do Corpo da Igreja, e que assim como o corpo nada pode fazer sem a cabeça, a Igreja nada pode fazer sem o Senhor Jesus Cristo (1Co.12.12,13; Ef.1.15-23; Cl.1.16-18).

Art. 18 – Cremos na Unidade da Igreja, a ser restaurada, através do renascimento dos mesmos ministérios fundamentais (apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres), que existiam na Igreja primitiva, operando pelos carismas segundo os dons, na Igreja hoje. (Mt.23.24; At.20.28; Ef.4.11; 1Pe.4.8-11).

Art. 19 – Cremos na Restauração da Igreja, Corpo Vivo que há de ser levantado em glória e poder neste final de eras, antes da Aparição gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo (Ag.2.6-9; At.3.19-21; Ef.4.3-6; 5.26,27).

Art. 20 – Cremos na Ordem e Funcionalidade da Igreja, conforme o Novo Testamento, norma e modelo permanente para o povo de Deus em todas as eras; estabelecendo um ministério múltiplo com autoridade: bispos, presbíteros e diáconos para liderar, administrar, governar, pastorear e servir às comunidades cristãs (1Tm.3.1-13; Tt.1.5-9; 1Pe.5.1-4).

Art. 21 – Cremos que a Prática do Discipulado deve ser a dinâmica preferencial e sistemática do ministério da Igreja, para ensinar, dirigir, sustentar, fortalecer e enriquecer os membros do Corpo de Cristo, pelo Espírito Santo e a Palavra Revelada, a fim de encarnarem a sabedoria para o viver presente e manterem a chama da esperança no futuro glorioso, prometido pelo Senhor da glória (Mt.28.18-20; 1Co.11.1; 2Tm2.2).

Art. 22 – Cremos na Prática da Submissão e cobertura espiritual em termos bíblicos, como fundamento da maturidade, disciplina e organização da Igreja, da família e da sociedade. Convém não confundir submissão com subserviência, nem liberdade de espírito com libertinagem da carne. Aqueles são recomendáveis, estes devem ser banidos da vida do povo de Deus (1Sm.15.22,23; 1Co.14.40; Hb.12.7-11).

Art. 23 – Cremos que a Igreja é o Novo Israel de Deus (Ef.2.13.22), embaixada e agência do Reino de céus na terra, onde caem as barreiras raciais, sociais e culturais que separam as pessoas, estabelecendo-se a fraternidade e irmandade da nova humanidade, criada em Cristo Jesus para as boas obras (Ef.2.10-22; Gl.3.27-29; 1Pe.2.9,10). Afirmamos que só Jesus Cristo salva. Reconhecemos ainda que haja promessas especiais para a nação de Israel, que deve ser alvo das orações e amor da Igreja (Zc.12.10; Rm.11.1, 25-29).

Art. 24 – Cremos na Prioridade do Louvor e Adoração reverente e contínua ao Senhor, individual e coletiva, parte relevante das Reuniões de Culto da Igreja, com a participação fiel dos discípulos membros em cada Igreja comunitária, para exaltação do Senhor e refrigério dos fiéis (Sl.96 e outros; Cl.3.16,17; Hb.10.24,25).

Art. 25 – Cremos na Comunhão dos Santos, que deve se expressar no ministério de uns para com os outros na Igreja. A celebração da Santa Ceia do Senhor foi instituída por Jesus Cristo, como um memorial de bênção, unidade, comunhão e participação espiritual de sua vitória e vida ressurreta (At.2.42-47; 2Co.5.14-17; 1Co.10.16-22).

VII – CRISTIANIOLOGIA: da prática da vida cristã

Art. 26 – Cremos que a Chave para o Poder de Deus fluir na vida do Cristão e da Igreja, é a prática perseverante da oração e o estar diante do Senhor, com humildade e quebrantamento de coração. O exercício espiritual da oração, além de capacitar para a batalha espiritual, possibilita o avivamento espiritual permanente (Jl.2.28-32; Ef.6.10-18; At.4.31). A Prática do Jejum não significa passar fome e nem fazer sacrifício, mas é um meio de quebrantarmos a “carne” para maior abertura em nosso espírito, para usufruto de bênçãos espirituais (Is.58.1-14; Jl.2.12-17; At.13.1-3).

Art. 27 – Cremos na Instituição Divina da Família como base e fundamento de toda a sociedade humana, bem como da própria Igreja. Há uma ordem escriturística tanto para a família e Igreja, bem como para a sociedade civil, devendo ser observada por todos aqueles que amam ao Senhor e creem na Sua Palavra como “regra de fé e prática” (1Co.11.2,3; Cl.3.18-23; Mt.22.21).

Art. 28 – Cremos no Ministério da Contribuição tendo como ponto de partida os dízimos e ofertas, entregues com alegria na “Casa de Oração”, para o sustento da obra Missionária, do Ministério da Palavra e da Beneficência Cristã. No cristianismo, o amor é demonstrado pela nossa capacidade de dar e servir e assim nos tornamos semelhantes a Cristo (At.20.35; 2Co.8.1-9; Ml.3.7-12).

Art. 29 – Cremos no Mandamento da Evangelização Mundial, cerne da Missão Integral da Igreja no mundo, obra que uma vez completada, culminará com o “fim do mundo”. Essa responsabilidade é intransferível do cristão e da Igreja, sendo o anúncio do Evangelho do Reino, o canal eficiente pelo qual Deus salva integralmente os homens, sem distinção de raça, cor, sexo, credos, condição social, intelectual, política e econômica (Ez.3.17-21; 1Co.9.16-23; Mt.24.14).

VIII – ESCATOLOGIA: dos eventos vindouros

Art. 30 – Cremos que nesses últimos dias Jesus Cristo se manifestará, em uma presença espiritual (Parousia) jamais experimentada pelos seus eleitos, nos quais revelará (apokalipsis) a Sua vida, para depois aparecer (eppiphanéia) pessoal e visivelmente a esta terra, da mesma forma como subiu na primeira Vinda (2Ts.1.10-12; Rm.8.18-23,29; At.1.11; Tt.13.14). Assim entramos no descanso de Deus (Hb.4.9,10).

Art. 31 – Cremos que o Arrebatamento da Igreja não será secreto, sendo público e notório a todos os homens – os mortos ressurretos e os vivos transformados, ascenderão até às nuvens, formando o glorioso cortejo, para recepcionar o Rei Jesus Cristo, na Sua volta vitoriosa a esta terra (Mt.24.27; 1Ts.4.16,17; 1Co.15.52; Jd.14; Ap.1.7).

Art. 32 – Cremos que depois desta Existência Temporal há um lar eterno, preparado para os salvos transformados em Jesus Cristo (Paraíso – Nova Jerusalém); e um lugar de punição para os pecadores perdidos (inferno – lago de fogo), onde também serão lançados satanás, a besta (anticristo) e o falso profeta (Mt.25.31-46; 2Ts.1.7-9; Ap.20.10,14,15; 21.3,8).

Art. 33 – Cremos que a Meta Final para onde caminha a humanidade é o defrontamento com o Reino de Deus, que por fim prevalecerá sobre todos os demais impérios e governos. Que na consumação das eras, coincidente com a Aparição de nosso Senhor, aqueles que creram em Jesus Cristo entrarão na posse da plena vida eterna, pela ressurreição dos seus corpos, para herdar os Novos Céus e a Nova Terra como prometido nas Escrituras Sagradas; e os ímpios ressurgirão para o juízo final, sendo banidos eternamente da presença do Senhor. Assim, temos assegurado o triunfo definitivo e eterno do bem sobre o mal, por causa da obra completa de nosso Senhor Jesus Cristo (Dn.7.22,27; Mt.6.9-10; Ap.11.15). Aleluia, Amém!

Apóstolo Dr. Jota Moura

metereologia
metereologia

Anúncios
 

12 Respostas para “Conheça a IGREJA SHALOM CBSI

  1. SORAYA MAGALHAES

    20/02/2009 at 23:27

    gostaria de visita esta comunidade mas nao tenho o endereço
    grata
    soraya

     
    • Ana Paula medeiros barbosa

      14/02/2011 at 18:04

      Se for no brasil em bh temos varias congregações e a sede no Barreiro de baixo BH MG caso queira mais endereços meu email é ap.medeirosbest@yahoo.com.br Deus a abençoe!!!!

       
  2. Felix R de L

    25/02/2010 at 10:12

    Apaz do Senhor hemim,estavo no cafe internet quando resovir entra no site da shalom e cliquei e abriu a sua pagina,agora vc nao e mais pastor e bispo meus parabens onde voce esta? em qui pais

     
  3. Ricardene

    02/10/2010 at 00:46

    Shalon Bispo Hermes, quanto tempo hein !?
    Desde que saiu de Monlevade nao o vejo, mas nos encontraremos em BH na Festa do Tabernáculo, O Senhor me chamou para esse Ministério, Deus foi comfirmando e hoje estou na CBSI – Monlevade, e a Bispa Sandra me comvidou para estar ministrando Louvor em BH onde o Sr. tbm estará,espero nesses dias tem um tempo para comversar, vamos continuar orando por este evento e peço que ore por meu ministerio, agora junto com vcs, tudo começou com o Sr. me comvidando para participar das Festas lembra ? Depois comecei a ensaia na casa dos meninos… mas emfim, vou parando por aqui, abraços e Deus continue abençoando a sua vida de uma forma especial ! Cantor e Adorador Ricardene

     
    • RENATA

      22/11/2011 at 17:16

      GOSTARIA DE VISITAR O IGREJA DE JOÃO MOLEVADE O SENHOR PODE ME PASSAR O ENDEREÇO? OBRIGADO RENATA

       
      • hermesgama

        05/06/2012 at 23:20

        Rua Campos Altos, Nº 60, Bairro Metalúrgico.

         
  4. Márcia

    20/11/2010 at 10:20

    Oi gostaria de saber se existe esta igreja na cidade de Boston… U.S
    Obrigada

     
  5. josé maria

    04/05/2011 at 11:20

    sim.temos. 126, templeton pkway- WATERTOWN
    EMAIL
    CBSHALOMBOSTON@HOTMAIL.COM

     
  6. Francisco Ludgero Fernandes de Oliveira

    21/06/2012 at 09:54

    Deus está presente nessa Igreja. Eu quero ser membro da Igreja Shalon, estudar e fazer a obra de Deus. A doutrina da Igreja Shalon é maravilhosa. Estou apaixonado. Sou advogado, procurador, pós graduado e especializado, com diversas formações profissionais e já ocupei bons cargos públicos honestamente e com as bençãos do Pai.

     
    • hermesdagama

      25/06/2012 at 22:08

      Amém amado, seja bem vindo e que Deus te abençoe ricamente em Cristo Jesus, abraços!

       
  7. Maria do Carmo Oliveira Rangel

    17/06/2016 at 09:30

    Eu em particular louvo Deus pela vida do Bispo Hermes Gama pois ele foi o canal que Deus usou p/ a restauração do meu esposo na ”casa de recuperação Desafio ” que Deus continue abençoando ricamente !!! O nome do meu esposo é Aristides ….

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: