RSS

Arquivo da categoria: REFLEXÕES

E A MULHER CHOROU!

“E a mulher de Sansão chorou diante dele, e disse: Tão-somente me aborreces, e não me amas; pois propuseste aos filhos do meu povo um enigma, e não mo declaraste a mim. Respondeu-lhe ele: Eis que nem a meu pai nem a minha mãe o declarei, e to declararei a ti”, Jz. 14: 16. (RC)

A mulher de Sansão chorou porque ele deu aos seus patrícios um enigma para ser decifrado e ainda não teria dado a ela, logo após o seu casamento, por isso se sentiu aborrecida dizendo a ele que não o amava. Ela chorou diante dele os sete dias de celebração do seu casamento, mas ao sétimo dia ele a declarou porque ela o importunava, e ela então declarou o enigma aos filhos do seu povo.

Mulheres choram, mulheres são sensíveis, sentimentais. Ana orou ao Senhor pedindo um filho varão e com amargura de alma chorou abundantemente, I Sm. 1:10.  Na parábola do juiz iníquo, uma mulher vinha sempre ao juiz para que ele julgasse a sua causa contra o seu adversário, e ele mesmo não querendo atendê-la, o fez, porque ela o implorava muito, Lc. 18:1-8. A perseverança e a persistência levam-nos a alcançar algo. A mulher de Sansão persistiu e foi atendida por seu marido. Ana persistiu em buscar ao Senhor e foi ouvida e teve seu filho Samuel. A viúva depois de importunar o juiz teve sua causa julgada. Deus faz justiça aos seus escolhidos que a ele clamam dia e noite.

A mulher tem sempre um lugar especial. A mulher representa a noiva, a igreja que está sendo preparada para ser a esposa de Cristo. Quase sempre enfrentamos situações difíceis, mas não podemos desfalecer diante dessas situações. Há sempre uma solução, a resposta sempre vem quando persistimos. Quando você pensa que acabaram seus recursos, começam os de Deus. Deus está sempre atento às nossas necessidades. Jamais devemos desanimar diante de momentos difíceis. Esses momentos são oportunidades que temos de alcançar novas experiências e provar o cuidado de Deus conosco. A Palavra de Deus nos diz que “Bem-aventurado os que choram, porque serão consolados”, Mt. 5:4. Você já ouviu o ditado popular que diz: “Quem não chora não mama”, e isso nós aprendemos desde berço. O que pede recebe e o que busca encontra, Mt. 7:9. Creio que a mulher de Sansão, Ana e a viúva, aprenderam o princípio da perseverança.

Choro, lágrimas, nos fala de quebrantamento. Choro são sentimentos que fluem de dentro de nossa alma expressando alegria ou tristeza, são emoções fortes. Lágrimas é expressão de sentimentos. O próprio Jesus chorou quando soube da morte de seu amigo Lázaro, Jo. 11:35. Chorar faz bem para a alma, o coração, descarrega muitas vezes um peso que está sobre nós. Um coração quebrantado e um espírito contrito diante de Deus, nos faz chorar. O sacrifício aceitável a Deus é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus, Sl. 51:17.  Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito, Sl. 34:18. Porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima, Ap. 7:17. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas, Ap. 21:4.

Que Deus te abençoe!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/03/2011 em REFLEXÕES

 

E OS SACERDOTES TOCAVAM!

“Os sacerdotes estavam em pé nos seus postos, como também os levitas com os instrumentos musicais do Senhor, que o rei Davi tinha feito para dar graças ao Senhor (porque a sua benignidade dura para sempre), quando Davi o louvava pelo ministério deles; e os sacerdotes tocavam trombetas diante deles; e todo o Israel estava em pé”, II Cr. 7: 6. (RC)

Na conclusão da solenidade que Salomão realizou perante a Deus, depois que o Senhor teria enchido a Casa com a sua glória, o rei e todo o povo consagraram a Casa de Deus; os sacerdotes estavam nos seus devidos lugares, como também os levitas com os instrumentos musicais que o rei Davi tinha feito para se usar em ações de graça ao Senhor, então os sacerdotes tocavam trombetas e todo o Israel se mantinha em pé diante do Senhor. As trombetas são instrumentos de sopro, feito de chifre (Js 6.4-5, buzina) ou de metal. A de metal tinha um tronco reto, de uns 60 cm, e uma boca em forma de sino (Nm 10.2).

As trombetas eram usadas como sinais de convocação e reverência diante de Deus, sinal de obediência e humilhação. O sacerdote era MEDIADOR entre Deus e o povo, oferecendo SACRIFÍCIOS e orando em seu favor. Os sacerdotes são autoridades constituídas por Deus e cobertura espiritual sobre Israel. Jesus Cristo é o Sumo-Sacerdote. Quando Israel ouvia o sonido das trombetas, logo se punham em posição de reverência diante do Senhor, era um momento solene, especial, ninguém poderia se mover para nada, era um momento de estar diante de Deus com temor e tremor.

As trombetas também representam a Palavra Profética de Deus ao Seu povo. Deus fala através de seus líderes. Quantas vezes Deus nos tem falado por meio de seus sacerdotes e nós temos ouvido? Quantas vezes temos recebido a Palavra de Deus em nossos corações e colocado em prática? Quantas vezes nossos líderes tem nos convocado e quantos tem obedecido? Hoje, quantos de nós temos ouvido, obedecido, se humilhado, estado em reverência e temor diante de Deus? Estas são perguntas que devemos responder para nós mesmos. Muitos tem escutado mas não ouvido.  Devemos estar atentos e entrar no mover de Deus para que haja a manifestação da glória de Deus em nossa vida. O Senhor quer encher a nossa vida com a presença da sua glória. Vamos oferecer a Deus nossos sacrificios e holocaustos, um coração rendido, quebrantado e um espírito contrito diante Dele, assim, sua vida estará cheia da presença da glória do Senhor.

Que o Senhor te abençoe!


 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/03/2011 em REFLEXÕES

 

E A GLÓRIA ENCHEU!

“Tendo Salomão acabado de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu a casa”, II Cr. 7:1. (RA)

A oração é sempre o segredo da nossa vitória. Se quisermos ser vitoriosos devemos manter firme a nossa comunhão com Deus. Tudo que vem do céu em sua vida é através de seu contato, de sua relação com ele. Por isso o apóstolo Paulo nos diz que devemos buscar as coisas de cima, do alto: “Buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus”, Cl.3:1-2. Só veio o sinal de Deus depois que Salomão havia terminado de orar, a glória do Senhor só encheu a casa depois que ele orou ao Senhor. A oração é um canal que traz as bênçãos de Deus em nossa vida.

A Glória do Senhor é a majestade e o brilho que acompanham a revelação da presença e do poder de Deus, Sl 19.1; Is 6.3; Mt 16.27; Jo 1.14; Rm 3.23. É o estado do novo corpo ressuscitado com Cristo e em Cristo, corpo espiritual e imortal, em que nós, os salvos seremos transformados e o lugar onde viveremos, 1Co 15.42-54; Fp 3.21; Cl 3.4.

Você deseja ser cheio do Espírito Santo? Você deseja ser cheio da unção e da manifestação da glória de Deus? Deseja ter novas experiências em sua caminhada com Deus? Deseja refletir e transmitir a glória de Deus? Deseja crescer e amadurecer na graça e no conhecimento de Cristo? Deseja receber tudo o que o Senhor tem preparado para você e seu ministério? Ore! Há uma nuvem de glória, um novo mover de Deus, uma nova unção que o Senhor quer derramar sobre sua vida. Há muitas promessas não cumpridas que Deus quer cumprir em nossa vida e através de nós. Deus está pronto para realizar grandes coisas na terra, só depende de cada um de nós. Assim como Salomão ofereceu holocaustos e sacrifícios e orou ao Senhor, vamos também oferecer a Deus nosso sacrifício de louvor e orar para que venham sobre nós as maravilhas de Deus.

Que o Senhor te abençoe!

 
1 comentário

Publicado por em 27/03/2011 em REFLEXÕES

 

E DEUS CRIOU!

“Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.  (Gn. 1:27)

Deus nos criou com a mesma imagem e semelhante à Ele. Por que motivo?

Tudo começa com Deus! Deus não é apenas o ponto de partida de nossa vida: é a fonte dela. Deus já pensava a seu respeito muito antes de você pensar a respeito Dele. Sem Deus a vida não faz sentido. Sem Deus, a vida a vida não tem nenhum propósito, e sem um propósito a vida não tem significado. Sem um significado, a vida não tem relevância ou esperança. A maior de todas as desgraças não é a morte, mas uma vida sem propósitos. A esperança é gerada quando se tem propósitos.

Deus o projetou á Sua imagem, para viver eternamente. Seu relacionamento com Deus na terra, determinará seu relacionamento com Deus na eternidade.

Seu nascimento não foi um erro ou um infortúnio e sua vida não é um acaso da natureza. Você nasceu de acordo com os propósitos de Deus e para cumprir os propósitos Dele. Você só existe porque Deus deseja que você exista. Você foi feito por Deus e para Deus. Você foi feito para ser eterno. Deus o projetou à Sua imagem, para viver eternamente.

Deus não ficou nem um pouco surpreso com seu nascimento, pois Ele o aguardava. Muito antes de ser concebido por seus pais, você foi concebido na mente de Deus. Você está vivo porque Deus quis criá-lo! Deus determinou cada pequeno detalhe de seu corpo. Ele deliberadamente escolheu sua raça, a cor de sua pele, seu cabelo e todas as outras características. Ele fez seu corpo sob medida, exatamente do jeito que queria.

Ele também determinou os talentos naturais que você possuiria e a singularidade de sua personalidade. Ele também decidiu o momento de seu nascimento e seu tempo de vida. Ele planejou os dias de sua vida antecipadamente, escolhendo o momento exato de seu nascimento e de sua morte. Tudo foi feito em função de um propósito. Deus tinha um plano ao criá-lo.

Deus também programou onde você nasceria e onde viveria para o propósito Dele. Deus nunca faz nada por acaso, e Ele nunca comete erros. Ele tem um motivo para tudo que criou. Deus já pensava em você antes de formar o mundo. Ele planejou tudo de forma extremamente precisa. Você foi criado para ser um alvo especial do amor de Deus! Amor é a essência do caráter de Deus. Você foi criado para agradar a Deus. No instante em que você nasceu, Deus estava lá, sorrindo ao assistir seu nascimento. Sua chegada lhe deu enorme prazer. Você existe para benefício, glória, propósito e prazer de Deus. Deus o fez à Sua imagem. Tudo que foi criado por Deus reflete Sua glória de alguma forma.

Que Deus te abençoe e te dê graça para caminhar no centro do propósito Dele.

Shalom Aleichem!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/03/2011 em REFLEXÕES

 

E O POVO ELEGEU!

“O parecer agradou a todos, e elegeram a Estevão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, Filipe,

Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas, e Nicolau, prosélito de Antioquia”. (At. 6:5)

Nesta época de eleição, eu não poderia deixar de falar um pouco sobre o assunto, para poder incentivar e orientar as pessoas, principalmente a igreja de Cristo, sobre a importância de votar sob a orientação de Deus. Política é um tema atual em nossos dias e de fundamental importância para o povo brasileiro. As eleições de outubro resultarão em alterações importantes para o quadro político de nossa nação, por isso se faz necessário escrever um pouco a respeito.

Muitos se recusam a debater ou analisar temas políticos. Alguns se dizem “neutros”, “apolíticos” ou simplesmente alegam “não gostarem de política”. Não é possível alguém se manter afastado ou alienado das questões sócio-politicas. Não se pode admitir um cristão indiferente, ignorante e cego quanto aos fatos que acontecem ao seu redor.

Você sabe o que significa a palavra “política”? Significa simplesmente a arte de governar bem um povo ou nação. Para muitos, essa palavra não soa bem, porque segundo eles, ela carrega um estigma ruim, dado o comportamento de alguns políticos, especialmente quando se desviam do objetivo devido e vão após os prazeres corruptos que desmoralizam a vida cristã.

Política e religião são assuntos distintos, mas a Bíblia trata dos dois com muita propriedade, sem confundi-los. No Antigo Testamento, sobretudo nos livros históricos, há muitas informações e exemplos de política adotados pelos monarcas hebreus. Desde o Antigo Testamento, grandes lideranças foram orientadas por Deus e tiveram grande atuação. Moisés, que foi o maior legislador de Israel, aceitou o desafio de estar diante de Faraó e, sob o comando de Deus, conseguiu que aquela autoridade egípcia concedesse plena liberdade ao seu povo. Deus também o orientou quando lhe deu os mandamentos e as leis complementares para reger o povo hebreu e que até hoje servem de exemplo para todas as constituições do mundo. O que pensar da crise mundial dos dias de José do Egito? Embora tenha passado por muitas provas, dava sinais de íntima comunhão com Deus e de profunda vocação para a vida política, a ponto de aconselhar Faraó a adotar um plano de governo que pôde salvar o mundo de sua época (Gn. 41.33-37). O plano foi tão importante que o rei maravilhou-se e disse: “Acharíamos um varão como este, em quem haja o Espírito de Deus?” (Gn. 41.38-40). Poderíamos citar tantos outros que desenvolveram trabalhos na vida pública, foram do agrado de Deus e bem-vistos pelos homens. Daniel e seus três companheiros, e Neemias, são somente alguns exemplos (Dn. 1.19-21; Ne. 10.1). O cristianismo teve a participação de um político — José de Arimatéia — que tirou o corpo de Jesus da cruz e deu a Ele um sepultamento digno (Lc. 23.50-52). Nos dias de Moisés, já havia uma orientação registrada no livro de Deuteronômio 17.14-20, mostrando como se comportar no quadro político e mui especialmente acerca do procedimento eleitoral.

O voto do cristão deve ser dado de forma consciente, ou seja, sem anular ou sem deixar a cédula em branco, mostrando respeito pelas coisas públicas e pensando no bem-estar da população (1 Jo. 3.17,18; Rm. 13.10), e não visando interesses pessoais. Não é assim que acontece quando muitos dão os seus votos por um par de sapatos, por uma receita médica, óculos, materiais de construção etc., sem nenhuma noção do que está fazendo (Am. 2.6).

Todo cristão tem uma responsabilidade política, uma obrigação em relação ao Estado, (Mt. 12.13-17). Não há autoridade que não provenha de Deus… Instituída Por Ele, (Rm.13.1-7). Devemos também orar em favor… De todos os que se acham investidos de autoridade, (I Tm. 2.1-7). Muitas vezes o povo vota em pessoas que não têm nenhum temor a Deus e aos homens, e nem às coisas públicas. A representação da igreja no mundo político é de suma importância para defender os interesses públicos, morais, sociais, educacionais e assistenciais, entre outros, e possui fundamentação bíblica. “Bem-aventurada a nação cujo Deus é o Senhor” (Pv. 29.2).

Para concluir, Se lermos Juízes 9.7-21, cujo tema é eleição, aprenderemos na parábola das árvores que a oliveira, a figueira e a videira — que representam os homens de bom caráter, que possuem o Espírito de Deus e que são conhecidos como justos diante de Deus — se omitiram. O espinheiro, que acabou sendo eleito, representa homens ímpios de maus procedimentos. Por que não pedir a orientação divina no momento do seu voto? Que Deus nos oriente e nos dê graça na hora de votar, e que Ele, como Soberano Rei e que tem toda autoridade no céu e na terra, eleja a quem Ele achar que deve.

Shalom Aleichem!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/03/2011 em REFLEXÕES

 

E O SOL PAROU!

“E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Não está isto escrito no livro de Jasar? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro”.  (Js. 10:13)

Para o observador situado na Terra, o Sol parece ter brilho mais intenso do que as outras estrelas por causa da proximidade. Sua luz leva 8min30s para chegar a Terra, enquanto a luz da estrela mais próxima depois dele, leva quatro anos. O Sol é a estrela em torno da qual giram a Terra, os outros oito planetas (Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão) e os demais componentes do sistema solar — asteróides, satélites, cometas e meteoróides. Classifica-se em astronomia como uma estrela anã da série principal de tipo espectral G2 V, que teria sido formada há 4,6 bilhões de anos. Seu diâmetro, de 1.392.000km, é 109 vezes maior que o da Terra e sua massa excede em aproximadamente 330.000 vezes a do globo terrestre. Fonte de calor, luz e da própria vida na Terra, o Sol é composto de noventa por cento de hidrogênio e 9,9% de hélio. Os elementos restantes são principalmente carbono, nitrogênio, oxigênio, magnésio, silício e ferro.

O Sol parou como sinal da vitória de Deus ao Seu povo, Israel, sob a liderança de Josué, contra os seus inimigos. Quando caminhamos com Deus, Ele sempre nos livra dos nossos inimigos.

Há muitos sinais das bênçãos de Deus na face da terra.

Os justos resplandecerão como o Sol, Mt 13:43.

Deus é Sol e escudo, Sl 84:11. Jesus é o Sol da justiça de Deus que veio a terra como Luz do mundo, e quem o segue jamais andará em trevas, Ml 4:2, Jo. 8:12.

Jesus é o maior “Astro” que governa a terra, reina e domina sobre tudo e sobre todos. Ele é o Deus Soberano, o Deus dos deuses. Ele é quem ilumina as nossas vidas. Ele é a maior “Estrela” que se esvaziou a Si mesmo, se fazendo pequeno, humilhando-se para que pudesse estar no nosso meio a fim de nos salvar dos pecados e da morte,  Fl 2:8.

Jesus é a Fonte de calor, luz e poder que nos aquece a cada dia com Seu amor incondicional e ilumina nosso caminhar no dia a dia. Jesus é o único que veio trazer vida a terra. Ele é o único que pode conceder vida eterna aos homens. A verdadeira vida só se encontra Nele. Aquele que estiver perdido, desorientado, sem direção na vida, é só abrir o coração e crer, que o Sol da justiça irá dirigir e conduzir a sua vida no caminho da verdade e da vida.

Num mundo de crises e desesperança,  cheio de problemas e dificuldades, aflições, pecados e trevas, não temos uma outra solução para termos vitória, alegria, paz e uma vida bem-sucedida, senão pelo Sol que nos envolve com Seu poder, calor e luz, nos suprindo a cada dia de acordo com nossas necessidades, Jesus.

Que Deus te abençoe!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/03/2011 em REFLEXÕES

 

E O VENTO LEVOU!

“Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como a pragana das eiras no estio, e o vento os levou, e não se podia achar nenhum vestígio deles; a pedra, porém, que feriu a estátua se tornou uma grande montanha, e encheu toda a terra”.  (Dn. 2:35)

O vento faz parte da natureza de Deus.

O vento é um dos símbolos do Espírito Santo. O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito (Jo. 3:8). O vento do Espírito traz vida aos mortos (Ez. 37:9).

Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados… E todos ficaram cheios do Espírito Santo… (At. 2:1-4). O Espírito Santo é vida, é força, é poder!

Deus, quando formou o homem do pó da terra, lhe soprou nas narinas o fôlego de vida (Gn. 2:7). O homem jamais poderá viver sem o sopro do Espírito em sua vida. É Deus quem dá vida aos homens. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo. 14:6). O homem só se tornou alma vivente depois que Deus lhe soprou o fôlego da vida. Sem a presença gloriosa do Espírito de Deus na vida do homem, ele estará morto espiritualmente e eternamente fracassado.

Deus faz dos seus anjos ventos, mensageiros que nos trazem as boas novas do Reino (Hb. 1:7). Boas notícias de nos fazem felizes e vitoriosos.

Deus soprou um vento sobre a terra e baixaram as águas após o dilúvio (Gn. 8:1).

Deus, para libertar o Seu povo contra os inimigos, soprou com o Seu vento, o mar os cobriu e afundaram-se como chumbo em águas impetuosas (Gn. 15:10).

Deus supriu as necessidades do Seu povo, soprando um vento e trazendo codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial (Nm. 11:30-32). Saciou a fome de muitos.

O vento do Espírito quer soprar em toda a terra. Quer alcançar todo ser humano. O vento do Espírito quer levar a vida de Deus aos homens. O vento do Espírito quer envolver a nossa vida com a unção de Deus que despedaça todo jugo (Is. 10:27). O vento do Espírito quer soprar e arrancar as enfermidades. O vento do Espírito quer soprar em nossa direção e nos trazer as provisões que Deus tem para nós, uma vida abundante, a benção que enriquece (Pv. 10:22). O vento do Espírito quer indicar ao homem a direção certa da vida eterna. O vento do Espírito quer nos levar ao Caminho da vitória, da paz, da alegria, de uma vida bem-sucedida…

Que todos nós sejamos cheios do vento do Espírito, para que possamos, não só respirar o hálito puro do Senhor, mas, transmitir, deixar fluir de nós a verdadeira vida do Senhor que envolveu todo o nosso ser!

Que Deus te abençoe!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/03/2011 em REFLEXÕES