RSS

VENCENDO O MOSQUITO DA DENGUE

07 maio

Com certeza, Deus nos chamou para derrubar gigantes e conquistar a terra. Deus nos deu autoridade sobre eles. Davi venceu e derrubou o gigante Golias e o matou. Leia o texto – I Sm. 17:45-51. Como Davi, também obtemos vitória sobre os gigantes. Deus nos deu a terra de Canaã como herança, terra fértil, próspera, que mana leite e mel. Neste artigo trataremos sobre como vencer o mosquito da dengue. A dengue é uma doença infecciosa febril aguda. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

1. Nossa Guerra Diária

1) Geração Calebe

Sabe que é necessário, enfrentar os gigantes que habitavam na terra prometida como inimigos do povo de Deus. Calebe deu uma ordem a Israel para subir com ânimo, apoderar-se da terra e prevalecer, porque o povo estava com medo, inseguro, indeciso por causa dos gigantes. Confira  o  texto  – Nm. 13:30-33.

2) Geração Apostólica

O apóstolo Paulo diz em 1Co. 16:9 que Deus lhe havia aberto uma grande e oportuna porta, porém, muitos adversários: “Porque uma porta grande e eficaz se me  abriu;  e  há muitos adversários”.

3) Geração Basiléia

Os filhos do Reino sabem que sempre haverá uma luta constante do império das trevas contra o povo de Deus (Ef. 6:10-17). Lutamos a cada dia contra os inimigos invisíveis, que batalham tentando impedir que as bênçãos e vitórias de Deus cheguem em nossa vida.

2. Mosquito da Dengue, o pequeno gigante

1) Aedes Aegypti

Vencemos o gigante, mas como podemos vencer o mosquito da Dengue? Um mosquitinho tão pequeno que derruba tantas pessoas. O Aedes Aegypti é menor que os mosquitos comuns. Estou falando do Aedes, esse mosquito causador da dengue que o mundo todo está lutando contra ele.

2)  Todos  somos  vulneráveis

Infelizmente eu fui picado por ele na Bolívia, assim como tantas outras pessoas, coisa terrível que não desejo para ninguém. Interprete da maneira que você quiser, como eu sou livre para interpretar da minha. Veja bem, não é à toa, que a doença causada pelo Aedes (Dengue) começa com a letra “D” de diabo mesmo. Em geral, ele escolhe pés e tornozelos porque voa baixo. Ele ataca preferencialmente nas regiões baixas, nas pernas. Caso a pessoa esteja usando calça, não está livre de ser picada nos braços. Se os braços estejam cobertos, o rosto poderá ser o próximo alvo.

3) As fêmeas é que picam

Preferem o sangue humano como fonte de proteína. Necessitam de sangue para o amadurecimento dos ovos. Sua saliva possui uma substância anestésica, que torna quase indolor a picada. Veja, por mais que vigiemos e cuidemos, estamos sujeitos à picada do mosquito, como se fosse um dardo infamado do inimigo, dardo venenoso, causador de muitos males ao ser humano. Já que o nosso adversário não nos pode atingir diretamente, então ele procura nos atingir indiretamente, enviando seu dardo infamado. O próprio nome dele é maligno, “Aedes” do grego que significa “Odioso” e “Aegypti” do latim, do Egito. Herança maldita do Egito, coisa odiosa, uma praga do Egito.

4)  Transmissão 

A dengue é transmitida para o ser humano através da picada do  mosquito, mais conhecido como mosquito da dengue. Ele pertence a uma espécie de mosquito da família “Culicidae” proveniente da África (apesar de possuir seu nome de origem grega) e que já pode ser encontrado em quase todo o mundo, com mais ocorrências nas regiões tropicais e subtropicais, sendo dependente da concentração humana no local para se estabelecer. O mosquito da dengue (Aedes aegypti) é o vector de doenças graves, como a dengue e a febre amarela, e por isso, o controle de sua reprodução é considerado assunto de saúde pública. Depois da picada do mosquito, os sintomas se manifestam no ser humano a partir do terceiro dia e o tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias.

3. Tipos de Dengue

Em todo o mundo, existem quatro tipos de dengue, já que o vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1 Infecção Inaparente – A pessoa está infectada pelo vírus, mas não apresenta nenhum sintoma da dengue. DEN-2 Dengue Clássica –  Geralmente, os sintomas da dengue iniciam de uma hora para outra e dura entre 5 a 7 dias. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças), entre outros sintomas. DEN-3 Dengue Hemorrágica – Inicialmente os sintomas da dengue hemorrágica se assemelham aos da Dengue Clássica, mas, após o terceiro ou quarto dia de evolução da doença, surgem hemorragias em virtude do sangramento de pequenos vasos na pele e nos órgãos internos. A Dengue Hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas. Na Dengue Hemorrágica, assim que os sintomas de febre acabam, a pressão arterial do doente cai, o que pode gerar tontura, queda e choque. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. Atualmente, a dengue hemorrágica está entre as dez principais causas de hospitalização e morte, principalmente de crianças. A dengue hemorrágica provoca dor abdominal intensa e contínua (não cede com medicação usual); Agitação ou letargia; Vômitos persistentes; Pulso rápido e fraco; Hepatomegalia dolorosa; Extremidades frias; Derrames cavitários; Cianose; Sangramentos espontâneos e/ou prova de laço positiva; Lipotimia; Hipotensão arterial; Sudorese profusa; Hipotensão postural; Aumento repentino do hematócrito; Diminuição da diurese; Melhora súbita do quadro febril até o 5˚ dia e Taquicardia. DEN-4 Síndrome de Choque da Dengue – A pessoa acometida pela doença apresenta um pulso quase imperceptível, inquietação, palidez e perda de consciência.

Veja quantos malefícios esse mosquitinho causa às pessoas através de sua picada, e muitas vezes uma picada mortal se não cuidar a tempo.

4. Prevenção e Cura

Muitas propagandas são feitas orientando as pessoas a se prevenirem contra o mosquito da dengue, e muitas vezes a maioria não leva a sério. Assim o inimigo trabalha, levando muitos a ignorar os seus ardis. A Organização Mundial da Saúde estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países de todos os continentes. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue. Podemos sim, lutar contra a dengue. Se cada um de nós levarmos a sério a questão da higiene e cuidados sanitários especialmente evitando conservar águas paradas em recipientes abertos, habitat preferido pelo pequeno-grande mosquito. Assim fazemos a nossa parte, não apenas orando para curar os enfermos, mas vigiando preventivamente com os cuidados que evitam a doença. O Ministério da Saúde tem feito a sua parte e agora cabe a cada um de nós fazermos a nossa antes de sermos atacados, ou melhor dizendo, picados pelo inimigo chamado Aedes que anda de dia (ele pica somente de dia e não faz zumbido), chega de mansinho procurando uma perna para picar e impedir a pessoa de caminhar.

Prossigamos vencendo os gigantes, mas também lutando e vencendo o Aedes, pequeno-grande inimigo em nome do Senhor Jesus. Como guerreiros do Reino do Senhor não podemos permitir que um mosquitinho venha nos derrubar. Todos contra o Aedes! Todos contra a dengue! Todos contra essa epidemia maldita! Saúde para todos!

(By Bispo Hermes da Gama)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 07/05/2011 em MENSAGENS

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: