RSS

MISSÕES E AÇÃO SOCIAL

02 maio

E ele, ao desembarcar, viu uma grande multidão; e, compadecendo-se dela, curou os seus enfermos. Chegada a tarde, aproximaram-se dele os discípulos, dizendo: O lugar é deserto, e a hora é já passada; despede as multidões, para que vão às aldeias, e comprem o que comer. Jesus, porém, lhes disse: Não precisam ir embora; dai-lhes vós de comer. Então eles lhe disseram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes. E ele disse: trazei-mos aqui”. (Mt.14:14-18)

Se pensarmos em Jesus como exemplo de missionário, vamos observar que suas ações não se limitavam a pregação e ao ensino da Palavra. Jesus curava, alimentava, ouvia e atendia as necessidades das multidões. Ele supriu necessidades físicas, emocionais, materiais e espirituais, durante todo o seu ministério. Não há como desvincular missões de ação social, Deus vê o homem na sua integridade, reconhece todas as suas necessidades e atende, para que esse homem não apenas tenha uma vida eterna no céu, mas uma vida digna na terra. Missões a Ação Social é tarefa de toda a Igreja!

Quando Jesus desembarcou, ele viu, olhou para as pessoas e teve compaixão delas, demonstrou sua paixão por elas. Tomou sobre si as suas dores, os seus problemas. Nada mais chamou a atenção de Jesus, mas simplesmente as pessoas e o estado em que viviam. A paixão de Jesus por elas levou-o a curar todos eles no corpo, na alma e no espírito. Imagino que aquela multidão havia caminhado a pé muitos quilômetros para estar com Jesus, para falar com ele, tocá-lo, sentir seu amor, receber misericórdia e terem suas necessidades supridas. Os discípulos viram que estava ficando tarde, que havia muito tempo que aquelas pessoas estavam ali junto com eles, então pediu a Jesus que despedissem todos eles para buscarem algo para comer, porque todos estavam famintos e o lugar era deserto. A hora era avançada como diziam eles. O tempo estava passando, a oportunidade estava passando. Quem sabe muitos não estavam morrendo.

Quantos estão no deserto da vida, num deserto de amor, de alegria, de prazer de viver, num deserto de saúde, num deserto espiritual. Estão com a vida totalmente seca e vazia. O que temos feito? Muitas vezes nós queremos despedir as pessoas famintas de Deus, aqueles que estão no deserto necessitando de socorro, de ajuda, de uma mão estendida. Há muitos que estão por ai famintos do Pão da Vida, famintos de Deus e de sua Palavra. Quantas vezes nós temos tido a oportunidade de alimentar uma multidão e a despedimos de barriga vazia. Quantas vezes temos tido a oportunidade de pregar a Palavra, oferecer o Pão da Vida, o evangelho da graça, da vida e da salvação e não temos feito; mas temos sim, negligenciado. Não podemos deixar ir as pessoas que vem até a nós sem dar-lhes algo, sem alimentá-las.

Missões e ação social é isso, além de alimentá-las espiritualmente, mobilizar toda a igreja para atender as suas necessidades. Além de ministrar cura e libertação, também devemos ver o que podemos fazer para dar o que comer, vesti-las, calçá-las, abrigá-las. Tudo isso fez Jesus. Essa é a verdadeira missão. Assim como os discípulos queriam despedir a multidão que estava no deserto, cheia de necessidades e problemas, há muitos que estão fazendo o mesmo. Jesus disse aos discípulos que as pessoas não precisariam ir. Não era a vontade dele que as pessoas fossem. Jesus queria a presença deles. Jesus queria estar em comunhão com eles. Jesus não despedia ninguém sem antes fazer alguma coisa por eles. Jesus disse aos seus discípulos que dessem a eles o que comer. A ordem foi: “Daí-lhe vós o de comer!” Uma ordem imperativa, como o “Sai do meio da tua parentela…, Vai para a terra que te mostrarei…, Ide, Pregai, Fazei discípulos…”. Amados, ainda que seja o mínimo todos nós temos para oferecer. Os discípulos tentaram justificar a negligência deles dizendo que não teriam nada, mas somente cinco pães e dois peixes. Pelo menos cinco pães e dois peixes temos. Deus necessita de um mínimo para operar um grande milagre.

Quando nós fazemos a nossa parte, oferecemos o pouco que temos, é o suficiente para Deus operar o milagre. Quantas vezes colocamos empecilho para fazer a obra de Deus, quantas vezes colocamos dificuldades e esquecemos que o nosso Deus é provedor e opera milagres. Jesus pediu aqueles cinco pães e dois peixes. O que temos dado por missões? O que temos feito por missões? Quais são os cinco pães e os dois peixes que temos oferecido? Nunca podemos dizer que não podemos, que não temos nada. Tudo podemos em Jesus que nos fortalece, Fl. 4:13.

Jesus multiplicou os cinco pães e os dois peixes. Quando nós fazemos a nossa parte, o que está em nosso alcance, quando realizamos algo no natural, Deus faz a parte dele, opera o sobrenatural, opera o milagre e alimenta uma multidão com pães e peixes. Nos evangelhos por duas vezes Jesus multiplicou pães e peixes. Além de alimento, o pão simboliza comunhão, Jesus é o Pão da Vida, o Evangelho é o Pão, e o peixe são vidas salvas. Cristianismo em ação. Os peixes simbolizam o evangelismo pessoal ou em massa, a pescaria com anzol ou com redes. Jesus em Mateus 4:19 disse: “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.”

Amados, há uma multidão no deserto da vida aguardando serem alimentadas por nós. A ordem de Cristo a nós é dar-lhes de comer. Não podemos despedir a multidão sem fazerem algo por elas. Usemos os cinco pães e os dois peixes que temos, e assim estaremos realizando missões e como parte da missão, realizando junto à obra social.

E para praticar um pouco a ordem de Deus de fazer missões junto com ação social, além de distribuir roupas, calçados, comida, cadeira de rodas, mochilas, material escolar, foram realizada em nossa CBSI Normandia e na Casa de Ministérios, um trabalho com dentistas voluntários e muitas pessoas foram atendidas, entre crianças, jovens e adultos. E muitos outros trabalhos como esse serão realizado, inclusive na área da saúde também. Que o Senhor da Obra nos abençoe e nos ajude sempre, nos dando graça e sabedoria, enviando as provisões necessárias para realizar missões e ação social, e assim o Nome Dele será glorificado atendendo aqueles que estão no deserto.

(Bispo Hermes da Gama)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/05/2011 em MENSAGENS

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: