RSS

UMA PEQUENA ORAÇÃO, TRÁZ UMA GRANDE RECOMPENSA!

05 nov

(A ORAÇÃO DE JABEZ)

“Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! Que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”. (1Cr 4:9-10)

Você quer uma visão mais ampla para sua vida? Jabez queria ser e fazer mais para Deus e, como podemos concluir a partir do final do versículo 10, Deus lhe concedeu o pedido.

Alguém já disse certa vez que existe muito pouca diferença entre as pessoas – mas é esta pequena diferença que faz toda a diferença. Jabez não aparece triunfalmente no Antigo Testamento, como um Moisés ou um Davi, nem tampouco ilumina o livro de Atos como aqueles primeiros cristãos que viraram o mundo de cabeça para baixo. Mas uma coisa é certa: a pequena diferença de sua vida fez toda a diferença.

Pode-se dizer que ele foi o Pequeno Grande Homem da Bíblia. Você vai encontrá-lo escondido numa das seções menos lidas de um dos livros menos lidos de toda a Bíblia. Qual foi o segredo da reputação duradoura de Jabez? Você poderá procurar em todas as páginas da Bíblia, como eu já fiz, e não vai achar nenhuma outra informação além da que aparece nestes versículos:

  • As coisas começaram mal para uma pessoa que ninguém conhecia.
  • Ele fez uma oração comum, de apenas uma frase.
  • Tudo acabou excepcionalmente bem para ele.

Está claro que o resultado pode ser atribuído a sua oração. Alguma coisa presente no pedido simples e direto que Jabez fez a Deus mudou sua vida e deixou uma marca permanente nos livros históricos de Israel: “Oh! Que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição”.

Abençoar faz parte da natureza de Deus!

– VIVENDO DE MANEIRA ABUNDANTE, “E me alargues as fronteiras”.

– O TOQUE DA GRANDEZA, “Que seja comigo a Tua mão”.

– MANTENHA SEGURA A HERANÇA, “E me preserves do mal”.

– BEM VINDO AO ROL DE HONRA DE DEUS, “Foi Jabez mais ilustre que seus irmãos”.

– APOSSANDO-SE DA ORAÇÃO DE JABEZ, “E Deus lhe concedeu o que tinha pedido”.

Quero desafiá-lo a fazer da oração de Jabez parte integrante de seu dia a dia. Para tanto quero encoraja-lo a seguir firmemente durante o próximo mês  o plano aqui descrito. No final deste período, você perceberá mudanças significativas em sua vida, e a oração estará prestes a se tornar um valoroso e contínuo hábito.

  1. Faça a oração de Jabez todas as manhãs incluindo seu propósito.
  2. Escreva a oração e cole-a em sua bíblia, na geladeira, no espelho do banheiro ou em qualquer outro lugar que o faça se lembrar de seu propósito e sua nova visão.
  3. Releia este texto uma vez por semana durante o próximo mês, pedindo a Deus que lhe mostre as idéias importantes que você possa ter perdido.
  4. Conte a alguém que você assumiu o compromisso de um novo hábito de oração, e peça a esta pessoa que lhe cobre de oração o seu cumprimento.
  5. Comece a registrar em sua vida, especialmente os compromissos marcados por Deus e as novas oportunidades que você pode relacionar diretamente à oração de Jabez.
  6. Comece a fazer a oração de Jabez por sua família, seus amigos e sua Igreja.

É claro que aquilo que você apenas sabe sobre esta ou qualquer oração não vai trazer-lhe nada diferente. O que você sabe sobre libertação não vai liberta-lo de coisa alguma. Você pode pendurar a oração de Jabez nas paredes de todos os cômodos de sua casa e nada vai acontecer. Somente aquilo em que você acredita e, por conseqüência, faz é que vai desencadear o poder de Deus para você e promover uma mudança de vida. Quando você age, está dando um passo rumo às melhores coisas que Deus tem para você.

Que Deus abençõe abundantemente sua vida!

(Extraido e adaptado do livro: “A Oração de Jabez”)

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 05/11/2009 em MENSAGENS

 

2 Respostas para “UMA PEQUENA ORAÇÃO, TRÁZ UMA GRANDE RECOMPENSA!

  1. paulo pires de carvalho

    10/12/2009 at 23:37

    eu acredito muinto na oraçao e tenho certesa que vai muda minha vida logo logo eu contare o que deus me deu adorei

     
  2. Sandra

    07/01/2010 at 12:48

    Vim deixar a minha partilha.

    Costumo oferecer jejuns normais a Deus, no máximo 24h.

    Faço o jejum com o objectivo da vontade do meu Espírito prevalecer contra a vontade do meu corpo. O jejum é sempre um sacríficio, mas é a forma de vencer a vontade do corpo.

    É como o pecado… O nosso espírito diz-nos para não pecar, mas a nossa natureza humana faz-nos querer pecar… Nascemos pecadores, então há luta entre corpo e espírito (como dizia Paulo em Romanos 7:15-20).
    Então o jejum funciona como um pedido de purificação a Deus! Em que a vontade do espírito vence a vontade do corpo. Tornando-nos mais fortes contra as tentações.

    Reparei que nos meus primeiros jejuns, ficava “resmungona”, respondia agressivamente… Era a falta de comida, era o corpo a querer vencer o espírito.

    Hoje já controlo mais o meu lado agressivo.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: