RSS

TROMBETAS

06 set

TROMBETAS

“Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro dia do mês, tereis descanso, uma celebração com o tocar de trombetas, uma santa convocação. Nenhuma obra servil fareis, mas oferecereis oferta queimada ao Senhor” (Lv. 23.24,25).

A trombeta simboliza uma mensagem de Deus através de um de Seus servos. “Clama em alta voz, não temas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao Meu povo a sua transgressão” (Is. 58.1). Lemos também em Ezequiel 33.4 “Se aquele que ouvir o som da trombeta não se der por avisado… o seu sangue será sobre a sua própria cabeça”.
Em Ezequiel 33, Deus faz de Ezequiel um sentinela para a Casa de Israel. Ezequiel é designado para falar à nação, como um alerta. Este conceito de Deus tocando a trombeta para chamar a atenção das pessoas com quem Ele esta falando é encontrado novamente em Apocalípse 1.10 e em 1 Coríntios 14.8.
Há um período bastante longo entre as Festas de Pentecoste e a das Trombetas. Profeticamente, isto é importante. Não há nenhum registro no Novo Testamento da Festa das Trombetas sendo cumprida. Contudo, se Deus cumpriu a Páscoa, os Pães Asmos, as Primícias e o Pentecoste, Ele certamente cumprirá o restante.

O ASPECTO HISTÓRICO
1) A Festa das Trombetas é o dia sagrado de descanso – um descanso sabático. Israel considerava a Festa das Trombetas como um Sábado sagrado. O significado da Festa das Trombetas é que ela é um tempo de descanso. Jesus nos ensina que desde a queda do ser humano, Deus não tem descansado. Ele está trabalhando para salvar e libertar.
2) Moisés também ordenou um descanso – uma cessação de esforços para a nação de Israel. Contudo, Hebreus 4.8 diz que este descanso nunca se concretizou nos dias de Moisés, nem de Josué. Na verdade “resta ainda um descanso sabático para o povo de Deus. Porque aquele que entra no Seu descanso, ele próprio descansa de suas obras, como Deus das Suas. Procuremos, pois entrar neste descanso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência de Israel” (Hb. 4. 9-11).
3) Necessitamos compreender que todo Israel estaria acampado – ao redor do Tabernáculo, de acordo com suas tribos, mas que, quando a trombeta começava a ressoar, todos se congregavam no Tabernaculo. Em Efésios 1. 9, 10, lemos como todas as coisas serão congregadas sob uma cabeça “na dispensação da plenitude dos tempos” (Ef 1.10).
4) Outra observação se encontra em Números 10.5,6: “Quando retinindo, tocardes as trombetas, então marcharão à frente os arraiais que alojados estão na banda do oriente”. Há uma sensação tremenda da movimentação feita por Deus para frente e da Sua obra progressiva e aperfeiçoadora na Igreja. Deus não fica parado. Deus está convocando todo o Corpo para um conhecimento dEle mais profundo e significativo.
5) Veja o que acontece quando as trombetas são tocadas: “Quando os sacerdotes tocarem as trombetas, então toda a congregação se reunirá a ti à porta do tabernáculo da congregação” (Nm. 10.3).

O ASPECTO PROFÉTICO
1) O Novo Testamento declara, portanto, que este descanso Sabático – da Festa das Trombetas, ainda está para acontecer. Em outras palavras, nos dias do Novo Testamento, ele ainda não fora cumprido. A Era da Igreja já completou 2.000 anos. Creio que estamos chegando ao tempo do soar das Trombetas.
2) A sétima e última Trombeta está prestes a ser tocada – em Apocalipse 10.7, a mensagem de Deus nesta Trombeta é que o mistério de Deus está para ser cumprido. Efésios 3 ensina claramente que a Igreja é o mistério de Deus (Ef 3. 2-12). O mistério é que os gentios são co-herdeiros com os judeus, havendo sido unidos em Jesus Cristo. O mistério é que os judeus e os gentios cristãos estão sendo enquadrados juntos num só Corpo. O Corpo de Cristo tem estado “em formação” desde o início da Igreja no dia de Pentecoste. Ainda não foi completado, nem tampouco já foram unidos num só Corpo os verdadeiros judeus e os gentios cristãos. Quando um corpo nasce, a cabeça vem primeiro. É assim também com o Corpo de Cristo. Jesus, a Cabeça, veio primeiro, e o Corpo, no presente momento, está sendo completado. Este complemento do Corpo de Cristo é o mistério que será finalizado na Sétima Trombeta.
3) É o Corpo, com Cristo como sua Cabeça, que governará todas as nações – Este é o filho, de Apocalipse 12. Daniel ilustra esta comunidade que governa chamando-a de “os santos do Altissimo” (Dn. 7.18). Contudo, é bem claro que Jesus é o Cabeça desta comunidade (Dn. 7.14). A grande visão da estátua de diferentes materiais que Daniel explica no capítulo 2, representa os reinos políticos do mundo. É um símbolo do poder mundial dos gentios. É um corpo alternativo que não tem Cristo como sua cabeça, mas procura governar o mundo, independentemente de Deus. Daniel 2.44 declara que o Reino de Deus triunfará quando a era do governo humano sobre a terra terminar.
A cabeça deste corpo político surgiu nos dias de Daniel, com Nabucodonosor. Os pés representam a conclusão deste corpo político nos últimos dias. Deus, porém, submeterá todas as coisas sob os pés de Cristo, ou seja, sob o Corpo de Cristo. Aleluia!
4) Nos dias da Sétima Trombeta, o Corpo de Cristo será totalmente manifesto – Neste tempo, todos os propósitos de Deus para o Israel natural (judeus) e para o Israel espiritual (Igreja) serão cumpridos. Com este conceito em mente, podemos examinar a Palavra de Deus sob uma perspectiva totalmente nova. É como se o véu tivesse sido removido.
5) Efésios 2.11-22 explica claramente a unidade entre Israel e a Igreja – Romanos 9-11 também enfatiza isto, explicando a relação que entre os filhos de Abraão pela carne e pela fé em Gálatas 3. 6-14, que não nega que os filhos de Israel sejam filhos de Abraão. Enfatiza que os que crêem em Jesus Cristo tornam-se filhos de Abraão por sua fé nos propósitos de Deus em Cristo. É evidente que o espírito de sabedoria e revelação precisa vir sobre nós para que possamos compreender esta verdade (Ef 1.17,18). Precisamos pedir e crer que este espírito de sabedoria e revelação operará em nossas mentes. Isto é essencial para que percebamos o que Deus está fazendo em nossos dias. Minha firme convicção é que estamos na época em que a Festa das Trombetas esta sendo cumprida, em que o mistério de Deus está chegando à sua realização e consumação (1 Ts 4.16-18).

O ASPECTO EXPERIMENTAL
1) As denominações atuais são como as tribos de Israel – Na Festa das Trombetas há uma reunião dos que se congregam. O propósito de Deus é formar esta unidade. Não estou condenando as diferentes entidades e organizações denominacionais. Deus está tocando a trombeta e o Corpo de Cristo está se congregando. É tempo de vermos que é isto o que Deus está fazendo em nossos dias. É tempo de cooperarmos com a obra de Deus e de submetermo-nos uns aos outros por reverência a Cristo (Ef 5.21), devido à nossa maior lealdade à Cabeça do Corpo, Jesus, O Rei do nosso Reino.
2) Os santos precisam experimentar o Pentecoste antes das Trombetas – Este batismo, quando genuína e honestamente recebido, une as pessoas a despeito de suas origens denominacionais. Voltam a suas tribos (denominações) falando em línguas e profetizando… Não leva muíto tempo para que a tribo perceba a diferença. Muitas tribos (denominações) e clãs (igrejas independentes) estão tentando impedir que isto aconteça a seus membros. É como tentar impedir que o sol se levante! Deus está fazendo isto; ninguém pode impedi-lo. A trombeta ressoa, e em todo o mundo, homens e mulheres se reúnem em conferências sobre o Espírito Santo e sobre a renovação carismática. Estas reuniões são como se as pessoas fossem convocadas pela Trombeta à porta do Tabernáculo. Um fenômeno importante da Igreja nesta era é o número enorme de pessoas batizadas no Espírito Santo a despeito de suas denominações. Estão experimentando o Pentecoste. Estão sendo atraídas a outros cristãos batizados no Espírito.
3) Não podemos dizer a Deus que Ele já nos revelou o suficiente – Ele está nos convocando a uma compreensão mais profunda do que significa sermos Seu povo. Ele está tocando a trombeta e enviando-nos à frente. É como o Israel antigo vendo a nuvem mover-se e prosseguindo com Deus.
4) Este som da trombeta é chamado de “alarme” – Há uma certa urgência com relação a ele. Quando Deus quer que o Seu povo siga adiante, é preciso que haja prontidão para uma rápida locomoção. Isto somente acontece através de uma sensibilidade para com Deus, ouvidos que ouvem, e um coração submisso. Muitas vezes, em denominações ou igrejas locais, deparamo-nos com tempos de refrigério como quando Israel chegou a Elim, aquele oásis no deserto (Êx 15.27). Tornamo-nos acomodados e satisfeitos com o nível de nossa experiência com Deus. Quando ouvimos Deus tocando o alarme para que sigamos adiante, tapamos os nossos ouvidos e aprofundamos um pouco mais as estacas da nossa tenda.
5) O progresso sempre envolve mudanças e as mudanças criam instabilidade – Alguns têm muitas dificuldades com as mudanças, e porque tornaram-se estabelecidos não podem crer que as mudanças são um progresso. Porém, quando a nuvem se move, quando o alarme ressoa, e sentimos que Deus está nos levando à frente, precisamos estar preparados para seguirmos adiante. A divisão mais trágica é quando Deus Se move e o Seu povo não o segue e assim se separam dEle – porque estavam demasiadamente estabelecidos.
O batismo do Espírito Santo é a Festa de Pentecoste que vem ao indivíduo. Este cristão batizado no Espírito precisa ouvir a Trombeta! Ele precisa entender que Deus o está chamando para o Corpo de Cristãos batizados no Espírito. Precisa compreender que Deus quer colocá-Io em seu lugar próprio como membro do Corpo de Cristo. O cristão batizado no Espírito não foi feito para desfrutar o seu Pentecoste pessoal somente. Ele precisa submeter-se ao Espírito Santo para que possa ser plantado, com mansidão e cooperação, numa comunidade verdadeiramente cheia do Espírito Santo, a saber, o Corpo de Cristo, pois “fomos batizados em um Espírito formando um corpo” (1 Co. 12: 12 13).
A Trombeta está convocando o Corpo a se reunir! Sigamos adiante, da unção da Festa de Pentecoste, para a unidade da Festa das Trombetas. E daí para adiante, prossigamos até a completação dos propósitos de Deus – juntos!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/09/2008 em FESTAS BÍBLICAS

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: